sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Literatura Modernista 1ª geração do Modernismo Brasileiro

QUADRO GERAL: 1ª GERAÇÃO DO MODERNISMO BRASILEIRO

INÍCIO: 1922 - evento da “SEMANA DE ARTE MODERNA” no teatro municipal de São Paulo.
TÉRMINO: 1930 - publicação do livro “Alguma Poesia”, de Carlos Drummond de Andrade.


CARACTERÍSTICAS ESPECÍFICAS:

* Definições de posições bem determinadas e próprias.
* Rompimento com as estruturas do passado.
* Caráter anárquico e destruidor.
* Nacionalismo.
* Pesquisa através da volta às origens.
* Tentativa de criar uma língua brasileira; a língua falada nas ruas, pelo povo.
* Repensar a história da literatura no Brasil através da paródia e do humor.
* Valorização do índio-autêntico brasileiro.
* É uma fase rica em manifestos: “Pau-Brasil”, Oswald de Andrade - "Verde-Amarelo", e do "Grupo da Anta", com Plínio Salgado,
* Nacionalismo crítico x utópico.

AUTORES

I) MÁRIO DE ANDRADE

* Liberdade formal.
* Combate a sintaxe tradicional.
* Nacionalismo.
* Procura da linguagem brasileira.
* Tema principal: a cidade de São Paulo.
* Expressões ítalo-paulistanas.
* Linguagem coloquial.
* Pesquisa folclórica.
* Principais obras: “Paulicéia Desvairada” (1922); “Lira Paulistana” (1946); “Contos Novos” (1946); “Amar,Verbo Intransitivo” (1927); “Macunaíma” (1928); “A escrava que não era Isaura” (1925).

II) OSWALD DE ANDRADE

* Lançou o movimento "Pau-Brasil" (1924) e o "Antropofágico" (1927).
* Linguagem telegráfica.
* Rupturas sintáticas.
* Capítulos curtos.
* Neologismos.
* Técnica cinematográfica.
* Linguagem coloquial e sintética.
* Humor, paródia.
* Temas do cotidiano.
* Quebra de fronteiras entre a prosa e poesia.
* Principais obras: “Memórias Sentimentais de João Miramar” (1924); “Serafim Ponte Grande” (1933); “A Morta” (1937); “O Rei da Vela” (1937).


III) MANUEL BANDEIRA

* No início, influências simbolistas com ligações parnasianas.
* Fez poemas autobiográficos.
* Tom melancólico e lírico.
* É muito triste em seus textos.
* Temas relacionados a doenças e mortes, principalmente a tuberculose.
* Linguagem coloquial, tese social e folclore negro.
* As vezes usa a ironia.
* Versos livres.
* Rebeldia e sátira como no poema “Os sapos”.
* Temas populares.
* Saudade da infância.
* Desejo de libertação.
* Principais obras: “A cinza das horas” (1917); “Ritmo Dissoluto” (1924); “Libertinagem” (1930); “Estrela da Manhã” (1936); “Itinerário de Pasárgada” (1954).

OUTROS AUTORES

* Alcântara Machado: Brás, Bexiga e Barra Funda.
* Cassiano Ricardo: Martim Cererê.
* Guilherme de Almeida: A flor que foi um homem.
* Menotti del Picchia: Juca Mulato.
* Plínio Salgado: O cavaleiro de Itararé.
*

Raul Bopp: Cobra Morato.

Boa Leitura
Grande Abraço

Um comentário:

  1. Adorei o texto!
    Me ajudou muito quando precisei estudar este assunto.

    ResponderExcluir